Falamos bastante sobre marketing digital e como fazer as melhores escolhas na hora de colocar a sua página no ranking do Google, dos pesquisadores em geral e de atrair novos públicos cotidianamente, não é mesmo? Mas isso não se faz da noite para o dia, muito menos com um passe de mágicas! Na verdade, o que existe por trás são técnicas bem especializadas, como é o caso do SEO. Porém, como melhorar o SEO do meu site? O que isso quer dizer?

Essas e tantas outras dúvidas são extremamente pertinentes, até mesmo para os especialistas em marketing a mais tempo. Afinal, para quem deseja sempre melhorar e estar no topo, é preciso que os conhecimentos e os estudos nunca cessem, não é mesmo? 

Portanto, no artigo abaixo, você verá tudo que precisa, de modo prático, para aplicar com precisão o SEO no seu site. Leia abaixo e aprenda junto conosco.

O que é SEO?

Para começar, é claro que precisamos saber de forma mais detalhada o que é a estratégia SEO para, então, compreender como melhorar o SEO do meu site. 

Sendo assim, SEO, que é a sigla para a expressão em inglês Search Engine Optimization, significa estratégias que são utilizadas nas suas produções de conteúdo que melhoram a otimização nos mecanismos de busca, colocando sua página em destaque cada vez mais.

A cada segundo, especialmente no Google, milhares de pesquisas são feitas sobre os mais diversos assuntos, buscando sanar as principais dúvidas sobre a dor que os aflige. 

Assim, como fazer com que a sua página, o seu site ou blog, por exemplo, fique em destaque em meio a tantas produções de conteúdo e a tantas pesquisas similares ao conteúdo que você oferta? Lançando mão de estratégias do marketing digital, como é o caso do SEO para o meu site.

Logo, em cada busca, o Google procura organizar em uma espécie de ranking aquelas produções que oferecem as melhores respostas, do modo mais otimizado, seguro e eficiente possível, para a dúvida que você – ou os usuários em geral – gerou.

De acordo com as estatísticas, é assim que funciona a divisão no buscador:

Como você pode ver, estar no início das buscas é essencial para converter o seu conteúdo em links e em receitas no final do mês, tudo no tráfego orgânico. 

Entretanto, para que você tenha mesmo esses cliques, não basta ser o melhor conteúdo, como já ressaltamos. Ele precisa ser o mais fácil de compreender, mais prático, completo, ter autoridade etc, e o SEO te auxilia justamente nisso.

Diferença entre SEO e SEM

Agora, para que você não fique em dúvida caso veja essa outra sigla por aí, nós iremos explicar melhor a diferença entre SEO e SEM. Dessa forma, o SEO busca englobar as técnicas de marketing com base nos índices e mecanismos dos buscadores, mas o SEO tem o foco em conquistar o tráfego orgânico, ao passo que o SEM busca o tráfego pago.

SEM (Search Engine Marketing) também é um bom investimento quando necessário, mas nunca deixe de lado o SEO, afinal, não pagar e ter acessos ao seu site é a melhor estratégia, não acha?

Quais são os principais pontos do SEO?

Já comentamos sobre o que é o SEO, os motivos dele ser importante, a questão das buscas no Google e muito mais, mas quais são os parâmetros de análise para ter um SEO verdadeiramente bom? O que o Google leva em conta na hora de analisar as publicações do site?

Bom, para melhorar o SEO do meu site, a princípio, podemos resumir tudo em alguns pontos principais:

Palavras-chaves

O primeiro ponto que o SEO analisa são as chamadas “keywords”, itens que são extremamente importantes. Isso porque, no processo de criação de um conteúdo, você precisa inserir no seu site as palavras-chave, que são os termos que os usuários dos buscadores costumam procurar aquele determinado assunto que você está escrevendo. 

Desse modo, o Google coloca no ranking os sites que possuem conteúdo relevante para a palavra-chave que o usuário procura. Contudo, para que você se destaque, sempre procure mais de uma palavra-chave, porque apenas uma será uma concorrência com os demais sites que escrevem sobre o mesmo nicho que você.

Uma dica bem bacana é acessar o Google Adwords (www.adwords.google.com), porque ele dá uma boa noção de que palavras-chave escolher e, além disso, quais são as mais procuradas.

Rede de links

Nesse sentido, um outro tópico que engloba bem o que o SEO espera de você e do seu site são os links utilizados. 

Sabe quando pesquisamos um assunto e, dentro do blog, daquela página em que estamos, conseguimos clicar em um link no meio da matéria e sermos direcionados para outro assunto que também é relevante para nós? 

Isso é ótimo para as estatísticas do Google, porque ele considera que é um conteúdo prático e relevante, indicando ainda mais o seu site. Para ampliar seus conhecimentos, saiba mais sobre a técnica de “link building” para ajudar na hora de aplicar no seu site.

Monitoramento 

Nunca deixe de monitorar os acessos do seu site, porque isso auxilia na hora de aplicar o SEO do jeito que é preciso. Por isso, sempre busque entender o que o seu visitante mais gostou, quais palavras ele mais usa nas buscas, quanto tempo ele passa olhando seu conteúdo, qual horário ele mais acessa etc. 

Tudo isso faz diferença. Se quiser, aconselhamos que utilize alguns recursos que já existem atualmente para que você faça esse monitoramento do jeito certo. Dentre os mecanismos, existe o Google Analytics, que é gratuito, prático e fornece as informações sobre o fluxo do seu site.

Conteúdo

Por fim, é claro que prestar atenção no conteúdo que você está criando é essencial. Para além da qualidade e de tudo que citamos, é preciso que você também tenha frequência de dias, horários e quantidades de publicações, porque o Google não irá entregar uma página que não esteja atualizada, com conteúdo relevante etc. Tenha sempre a frequência correta e se mantenha no radar do buscador!

Com essa simples leitura, você já consegue mudar muitas questões no seu blog e, com certeza, aprendeu como melhorar o SEO do meu site, não é mesmo? 

Para saber mais sobre marketing digital, estratégias e dicas desse ramo, dê uma maratonada em nossos artigos aqui do site e fique de olho nas postagens que fazemos com frequência, combinado? Obrigada pela leitura e até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *